sábado, 2 de maio de 2009

Sobre Alexandre I

O único relato sobre a vida de Alexandre de Abonútico, doravante chamado de Alexandre I, sacerdote de Glícão, é de autoria de Luciano, famoso historiador grego do século II d. C. Aos poucos, eu o novo Alexandre, doravante chamado Alexandre II, sacerdote de Glícão. No texto de Luciano, esse deus é apresentado por este verso:
Εἰμὶ Γλύκων͵ τρίτον αἷμα Διός͵ φάος ἀνθρώποισιν.
Trad.: “Sou Glícão, terceiro sangue de Zeus, luz aos homens.”
Isso por si só dá a importância de Glícão para o mundo, pois graças a ele temos luz. Contudo, os discrentes e difamadores da palavra insistem em dizer que a luz é trazida pela… ELETROPAULO!
(Se você quiser se redimir, basta depositar o valor na minha conta bancária e mandar um cópia autenticada àqueles fanfarrões, para mostrar que a verdade foi revelada.)
Aos poucos, vou narrar em detalhes a história de Alexandre, que enfrentou estóicos, cínicos e cristãos levar seu oráculo a todos os necessitados que pagassem por isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário